30 junho 2011

Evolução...:

Sub-Zero...:

Existem na verdade duas encarnações do Sub-Zero, e eles são irmãos: o irmão mais velho Bi-Han, e irmão mais novo Kuai Liang. Ambos são de cor azul guerreiros vestidos que são membros do Lin Kuei que desceu do Cryomancers: ocorrido em Outworld possuindo a capacidade de gerar e controlar os poderes de gelo, apesar de ambos nasceram em Earthrealm. Kuai Liang tem uma cicatriz no olho direito que recebeu entre os eventos de MKII, MK3. No entanto - em Deception - a cicatriz desapareceu, possivelmente devido aos efeitos de seu medalhão do dragão.Em sua biografia, os dois irmãos Sub-Zero, eram filhos de um pai Cryomancer chinês e uma mãe humana. Sabe-se que o pai dos dois irmãos era um agente secreto para o Lin Kuei nos Estados Unidos. Ele se casou com uma mulher americana e juntos eles tiveram dois filhos. Contra a vontade de sua mãe, o pai levou os dois filhos com ele para voltar para a China, e assim os dois irmãos foram treinados como assassinos Lin Kuei. 
Bi-Han apareceu como Sub-Zero no primeiro Mortal Kombat, enquanto Kuai Liang foi pelo codinome "Tundra". Após Bi-Han foi morto por Scorpion durante o torneio, Kuai Liang substituí-lo para o resto dos jogos - Bi-Han depois tornou-se o espectro Netherrealm mortos-vivos, Noob Saibot.O jovem Sub-Zero claramente parte de muitos traços com seu irmão mais velho, e talvez tenha sido muito semelhante ao seu irmão sobre a sua introdução. Como os mais velhos, osjovem Sub-Zero dá a impressão de ser um homem austero, distante e frio que se desloca sobre o seu negócio em silêncio, sem atrair atenção indesejada. No entanto, como o tempo progrediu, Sub-Zero evoluiu em um homem de grande integridade e auto-disciplina. As disparidades entre os irmãos, que eram neutras e quase indistintos uns dos outros, já cresceu tanto que se poderia falar da síndrome gêmeo do mal.
Enquanto Sub-Zero foi descrito como um jovem guerreiro Lin Kuei que estava vivendo na sombra do seu irmão mais velho, ele já mudou e cresceu para se tornar um guerreiro que tem progredido em direção ao lado mais humano das questões morais. Esta mudança de características, não só fortaleceu como um homem, mas também tem o distinguem de seus ex-colegas Lin Kuei. Isto incluiu a abandonar o seu clã em desgosto e quebrar os códigos sagrados de honra, juntando-se a revolta contra Shao Kahn e Raiden e ajudar Liu Kang (juntamente com outros guerreiros de Earthrealm). Mais recentemente, ele derrotou o ciborgue assassino Sektor após o torneio Mortal Kombat II para ganhar a liderança do Lin Kuei e tornar-se o Grão-Mestre, onde ele cresceu ainda mais forte e mais poderoso. Ele é um aliado confiável de Earthrealm que está disposto a ajudar quando necessário, especialmente quando Raiden dá a chamada. Ele é sem dúvida um dos guerreiros maior e mais poderosa que Earthrealm tem para oferecer.

Poderes e habilidades:


Tendo vindo de uma raça de habitantes conhecido como Cryomancers Outworld, Sub-Zero tem a capacidade inata de controlar o gelo em muitas formas. Durante todo o período da série, os poderes Sub-Zero, que continuaram a evoluir. Além de congelamento instantâneo dos adversários , Sub-Zero também tem a capacidade de evocar instantaneamente uma estátua de gelo de si mesmo a agir como um bode expiatório e que qualquer um que tocar se congelam instantaneamente. Devido à adição do Medalhão do Dragão para o seu arsenal, poderes Sub-Zero têm aumentado significativamente, agora capaz de formar armas de gelo. Sua ex-aliada Frost sabe fazer punhais de gelo, enquanto Sub-Zero, devido à Medalhão do Dragão, pode formar uma espada gigante chamado de Blade Kori. Como um membro do Lin Kuei, Sub-Zero aprendeu a ser hábil em muitas formas de combate corpo-a-mão. O Medalhão do Dragão e sua armadura ancestral aumentado e amplificado suas artes marciais e habilidades relacionadas com o gelo, como mostra a sua decepção Arcade final. Ele pode até mesmo ir tão longe como congelar a umidade dentro do ar em formas complexas, tais como espadas. Ao longo da série Mortal Kombat, as habilidades de Sub-Zero ele pode até mesmo transformar seu corpo em um estado liquefeito, em estado sólido ou transformar seu corpo em gelo sólido à vontade.




 Mortal Kombat - Wikia

29 junho 2011

Rápida História da Arte...:

Guanhães...

É um município brasileiro do estado brasileiro de Minas Gerais. Sua população estimada é de 31.266 habitantes. "Guanhães" deriva de "Guanaãns", nome dos índios que habitavam a região e se traduz como "aquele que corre".Os Guanaãns eram um grupo da nação Caingangues e do estado de Minas Gerais.
Em 1752 João de Azevedo Leme partindo da Vila do Príncipe (hoje cidade do Serro), encontra ouro nos "Descobertos do Graypú", nas imediações da atual cidade de Guanhães. Em 1810 a atual cidade de Guanhães era conhecida como "São Miguel e Almas do Aricanga"(Aricanga é uma espécie de palmeira nativa da região,muito usada pelos índios para a fabricação de arcos,bodoques e aros de peneiras).
Logo na data de 1821, tornando-se paróquia de São Miguel dos Correntes (depois São Miguel e Almas dos correntes), em 14 de julho de 1832, ligada à Vila do Príncipe. A riqueza atraiu muita gente: das redondezas e de longe, como os ingleses, que decidiram explorar uma mina na Fazenda do "Candonga". Este nome é um termo africano e surgiu logo depois da construção de um prostíbulo nas imediações da mineração,cujo seu significado é intriga com carinhos fingidos.
Em 23 de março de 1840 passa a pertencer à recém criada Vila de Conceição, voltando ao município do Serro, em 1859, através da Lei 1.031. É finalmente desmembrada do município do Serro em 25 de outubro de 1875 (instalada como Vila em 9 de dezembro de 1879 com o nome de São Miguel de Guanhães).
Tornou-se cidade de "Guanhães" em 13 de setembro de 1881 e sede de Comarca em 1890, também desmembrada da Comarca do Serro.
O município ocupa uma área de 1.188 km² . O Pico do Quartel representa sua altitude máxima. Este era usado pelos índios da região como torre de vigia ou ataláia contra o ataque dos ferozes índios Aimorés, mais conhecidos como Botocudos,daí vem a denominação "Morro do Quartel ou Quartel dos índios.

Tirinhas do Zodíaco § com a Saori...:



28 junho 2011

Campanha de Galípoli...:

Também conhecida como Batalha dos Dardanelos, teve como palco a península de Galípoli (em turco: Gelibolu) na Turquia, de 25 de abril de 1915 a 9 de janeiro de 1916, durante a I Guerra Mundial. Foi uma das campanhas mais custosas e trágicas da guerra. Forças britânicas, francesas, australianas e neozelandesas desembarcaram em Galípoli, numa tentativa de invasão da Turquia e captura do estreito de Dardanelos. A tentativa falhou, com pesadas perdas para ambos os lados. Os aliados se retiraram do local durante os meses de dezembro de 1915 e janeiro de 1916.
As divisões ANZAC (Australian and New Zealand Army Corps) se viram especialmente danificadas, e esta campanha passou a significar certa dissensão por parte do aliados oriundos da Nova Zelândia e da Austrália, que acusaram as tropas britânicas de arrogância, crueldade e inaptidão, bem como principais responsáveis pelo fracasso das operações. O Anzac Day (25 de abril) continua a ser a comemoração mais significativa dos veteranos na Austrália e na Nova Zelândia, superando o Dia do Armistício / Dia da Lembrança.
A Campanha de Galípoli repercutiu profundamente em todas as nações envolvidas. Na Turquia, a batalha é percebida como um momento definitivo na história da nação — a defesa final da terra-mãe após séculos de desintegração do Império Otomano. A luta estabeleceu as bases para a Guerra de Independência Turca e a fundação da República Turca oito anos mais tarde, sob Atatürk, ele próprio um comandante em Galípoli.


Solvente (semi) Universal...:

"Não importa se é pedra, cabelo, madeira ou carne. Pesquisadores da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) criaram um composto capaz de dissolver praticamente qualquer material orgânico ou inorgânico em até 30 minutos.
"Outros agentes conhecidos e comuns de solubilização demoram cerca de 12 horas para dissolver, por exemplo, amostras de unhas ou de fios de cabelo, enquanto o nosso realiza essa solubilização em cerca de meia hora", diz um dos autores da descoberta, Claudio Donnici, do Departamento de Química.
Batizado de Universol, o novo produto resolve um antigo problema que envolve muitos solventes: ele é capaz de dissolver sem alterar a composição química das amostras analisadas.
Ou seja, poderia ser usado para testes de controle de qualidade ou mesmo para verificação da presença de substâncias ou elementos tóxicos, como metais pesados.
Além disso, diferentemente do que ocorre em muitas outras técnicas, funciona em temperatura ambiente e não precisa de métodos adicionais, como micro-ondas e ultrassom. Isso economiza tempo e energia no processo.
"Com certeza nossa metodologia torna os métodos analíticos mais baratos e mais eficientes, pois encurta o tempo global de análise e possibilita maior número de análises com menos custos de outros métodos adicionais e de outros agentes que, em geral, também são corrosivos e perigosos" diz Donnici.
A patente do Universol já foi requerida e, por conta disso, os pesquisadores não podem revelar detalhes de sua composição ou de seu processo de fabricação.
Os cientistas, que incluem ainda o professor da UFMG José Bento Borba da Silva, afirmam que podem transferir rapidamente a tecnologia de produção para as indústrias interessadas.
"Nossos laboratórios estão abertos às demandas de instituições de pesquisa e empresas", completa Donnici.
Os técnicos de laboratório não precisam ter medo de manusear o Universol: ele não dissolve vidro e plástico".

Fonte: Folha online


Mas cá pra nós, já imagino isso daqui a uns 15 anos ou menos, sendo usado em guerras biotecnológicas. Numa versão menos futurística que G.I. Joe!!!!

27 junho 2011

Fadas...:

são seres mitológicos, característico dos mitos célticos, anglo-saxões, germânicos e nórdicos.
O primeiro autor que mencionou as fadas foi Pompônio Mela, um geógrafo que viveu durante o século I d.c. As fadas também são conhecidas como sendo as fêmeas dos elfos. O termo incorporou-se a cultura ocidental a partir dos assim chamados "contos de fadas". Nesse tipo de história, a fada é representada de forma semelhante a versão clássica dos elfos de J.R.R. Tolkien, porém apresentando "asas de libélula" as costas e utilizando-se de uma "varinha de condão" para realizar encantamentos.
Dependendo da obra em que aparece, a fada pode ser retratada em estatura de uma mulher normal ou diminuta. No primeiro caso, temos a fada de Cinderela. Como exemplo da segunda representação podemos citar "Sininho", do clássico infantil "Peter Pan", de J. M. Barrie.
O escritor e folclorista inglês Joseph Ritson, na sua dissertação On Faries, definiu as fadas como uma espécie de seres parcialmente materiais, parcialmente espirituais, com o poder de mudarem a sua aparência e de, conforme a sua vontade, serem visíveis ou invisíveis para os seres humanos.
Etmologia: Segundo Schoereder (s/d., p. 66), o nome fada "vem do latim fatum, que significa fado, destino. Dessa forma, acredita-se que elas intervêm de forma mágica no destino das pessoas."

Sir Winston Leonard Spencer-Churchill ...:

Foi um político, estadista, escritor, jornalista, orador e historiador britânico, famoso principalmente por sua atuação como primeiro-ministro do Reino Unido durante a Segunda Guerra Mundial. Ele foi primeiro-ministro por duas vezes (1940-45 e 1951-55). Ele é o único primeiro-ministro britânico a ter recebido o Prêmio Nobel de Literatura e o primeiro Cidadão Honorário dos Estados Unidos.
Durante sua carreira no exército Churchill pôde assistir à ação militar na Índia britânica, no Sudão e na Segunda Guerra dos Bôeres. Ganhou fama e notoriedade como correspondente de guerra a através dos livros que ele escreveu descrevendo as campanhas militares. Ele serviu brevemente no Exército britânico no Fronte Ocidental durante a Primeira Guerra Mundial comandando o 6º Batalhão dos Fuzileiros Reais Escoceses.
Filho de Lorde Randolph Spencer-Churchill e da socialite norte-americana Jennie Jerome, neto do sétimo duque de Marlborough e do terceiro marquês de Londonderry, Churchill nasceu no Pálacio de Blenheim a 30 de novembro de 1874.
Depois de algumas novelescas aventuras foi jornalista e acabou dedicando-se à política. Durante a Primeira Guerra Mundial foi o Primeiro Lord do Almirantado, e portanto principal responsável do desastre da campanha de Galípoli.
A carreira literária de Churchill começou com os relatórios da campanha: A história do Campo de Malakand Force (1898) e A Guerra do Rio (1899), uma conta de campanha no Sudão e na batalha de Omdurman.
Em 1900, ele publicou seu único romance, Savrola e, seis anos depois, sua primeira grande obra, a biografia de seu pai, Lorde Randolph Churchill. Nesse mesmo ano tornou-se um membro conservador do Parlamento.
No período entre guerras, dedicou-se fundamentalmente à redação de diversos tratados. Notabilizou-se neste período, na Câmara dos Comuns, por uma violenta crítica ao nazismo alemão, rogando diversas vezes ao governo britânico que fossem investidos recursos na militarização, prevendo um possível ataque alemão num futuro próximo e temendo que o Reino Unido não estivesse preparado para resistir. Na ocasião, Churchill foi acusado de belicista, mas muitos estudiosos entendem que o acerto desta previsão foi uma das principais razões que levaram Churchill a ser eleito primeiro-ministro nove meses após a invasão da Polônia por Hitler em setembro de 1939 e consequente declaração de guerra à Alemanha pela Inglaterra em função do tratado de defesa mútua assinado com a Polônia.
Em 10 de maio de 1940, Churchill chegou ao cargo de primeiro-ministro britânico, contando 65 anos de idade. Seus discursos memoráveis, conclamando o povo britânico à resistência e sua crescente aproximação com o então presidente americano Franklin Delano Roosevelt, visando a que os Estados Unidos da América ingressassem definitivamente na guerra, foram essenciais para o êxito dos aliados. O exemplo de Churchill e sua incendiária oratória permitiram-lhe manter a coesão espiritual do povo britânico nas horas de prova suprema que significaram os bombardeios sistemáticos da Alemanha sobre Londres e outras cidades do Reino Unido. Devido a estes bombardeios em 20 de julho de 1944, mesmo dia em que Hitler sofreria um grave atentado contra sua vida, Churchill consideraria a possibilidade de utilizar gás venenoso em civis alemães, contrariando as regras internacionais da guerra moderna, sendo fortemente desencorajado pelos generais britânicos, abandonando a ideia ao final. Nessa época, ele comandava a Inglaterra de um prédio de escritórios simples, que não fora projetado para seu conforto, passando as manhãs deitado na cama, tomando banho em um cômodo separado de seu quarto, de forma tal que às vezes oficiais ingleses encontravam-no andando pelo prédio seminu e molhado. A má alimentação de Churchill, que passava o dia fumando charutos e bebendo um coquetel de whiskies, apavorava seu médico.
Apesar da vitória na Segunda Guerra Mundial, em 1945 os conservadores de Churchill perderam as eleições para os trabalhistas, liderados por Clement Attlee, que se tornou primeiro-ministro. Em 1951, em razão de vitória por ampla maioria dos conservadores nas eleições daquele ano, Churchill voltou ao cargo de primeiro-ministro; tinha então 76 anos de idade.
Apesar da carreira política de Churchill ser marcada por ocupar posições de destaque dentro do governo britânico em ambas as grandes guerras do século XX, pela análise de seus discursos verifica-se sempre uma busca pela paz, tendo chamado a Segunda Guerra Mundial de "a guerra desnecessária", defendendo a ideia que os países europeus deveriam ter impedido a Alemanha de recompor suas forças armadas antes da guerra, visando a evitá-la. Churchill acreditava que a entrada dos Estados Unidos da América na guerra era essencial para a derrota dos nazistas, criando grandes laços com os estadunidenses e com o presidente Franklin Roosevelt, tendo feito com este diversos contatos, entre eles a concepção da Carta do Atlântico em 1941. Apesar de ser incondicionamente antinazista, Churchill era defensor da higiene racial.


26 junho 2011

Pai e mãe...:

Noite Preta...:

Luzes da cidade
Meus olhos não aguentam mais
Luzes artificiais
E cadê a noite preta?
Eu saio da cidade
Procuro só a escuridão
A purificação na calada da noite
Da noite preta

Calada noite preta, noite preta
Calada noite preta, noite preta
Calada noite preta!

Fecho os meus olhos
A caverna e o coração
Perdidos entre o sim e o não
Na calada da noite preta
Deus, Deus, Deus
Aonde eu vim parar
À noite preta vou me entregar





Leonel Vangel

25 junho 2011

Mortal Kombat...:

500 anos atrás, o torneio anual de Shaolin, desde o mais prestigiado torneio de luta no mundo, foi interrompido pelo aparecimento de um velho feiticeiro e uma estranha criatura de quatro braços, que entrou no torneio e derrotou o grande Kung Lao. Este guerreiro Shokan foi o meio-humano, caça-dragão chamado meia Goro, que se tornou o último campeão de luta para os próximos 500 anos. Isto era tudo parte do plano de Shang Tsung para fazer pender a balança para o caos e ajudar Outworld conquistar o reino da Terra.
Liu Kang iria para o torneio com a intenção de restaurar o equilíbrio. Um artista de filme, Johnny Cage também entrou no torneio e se tornou amigo Liu quando houve uma briga entre ele e Kano. Lin guerreiro Kuei Sub-Zero foi convidado para participar no torneio de Shang Tsung-se, há dois anos após a sua provação com Amuleto de Shinnok. Sua razão de participar do torneio foi para assassinar Shang Tsung, a pedido de um inimigo rico de Tsung. Isso, no entanto, nunca foi mencionado novamente. Os mortos-vivos ninja Shirai Ryu Scorpion entrou para o torneio a intenção de matar Sub-Zero, acreditando Sub-Zero que fosse o responsável pela morte dele, foi também afirmou que pensava que Scorpion Sub-Zero tinha assassinado a sua família e o clã também. Raiden, o Deus do Trovão, também foi convidado pessoalmente pelo próprio Shang Tsung e Raiden-se vangloriou de que "todos aqueles que se opõem Raiden seria esmagado." Ele tomou a forma de um ser humano, a fim de participar no torneio.
Kano, bandido mais diabólico do dragão negro, estava sendo perseguido por uma especial Forças Armadas dos EUA Unit, liderado pelo Tenente Sonya Blade, quando ele conseguiu chegar até o barco líder do torneio, seu objetivo no torneio foi para pilhar palácio de Shang Tsung (onde as paredes são espalhados boatos para ser feita de ouro). Depois de Sonya e seus homens chegaram, Shang Tsung teve seu exército pessoal emboscados. A Unidade de Forças Especiais foi pego no ataque de surpresa, assim que Sônia não tinha outra escolha senão a de tomar parte no torneio para salvar sua equipe. Assim, o torneio foi definido.
Com Outworld já tendo vencido nove torneios consecutivos, nossos heróis terão de entregar Earth Realm evitar a perda de 10, ou toda a humanidade cairia na escuridão do Outworld.


Mortal Kombat Wiki

Mineralogia - Grande Hematita...:

A peça mede 16 cm de diâmetro ponta a ponta, e 14 cm de diâmetro na orientação, como mostrado na sua base. É pesado, e visualmente impressionante. A peça é em 3D e com boa aparência de todos os lados. Este cristal está completo, exceto por alguns inconseqüentes golpes ou danos na base, e por muito tempo considerado uma das melhores hematitas grande existentes. Parecia um rebuliço no mercado com a elite comerciante Bob Sullivan de São Francisco em aproximadamente 1975. Steve possuiu até recentemente, mais de 30 anos, em sua importante coleção. É a maior hematita nessas formas do Brasil. Os próximos são comparáveis ​​apenas aqueles poucos dos campos Kalahari que atingem esse tamanho, embora não tenham forma de cristal totalmente diferente e hábito. Este exemplar foi apresentado na exposição "MINERAL SONHOS: tesouros brasileiros Gem" no show de Munique de 2010.Mantém-se um imponente hematita, importante. Este espécime é ilustrada na RECORD mineralógica, setembro-outubro 1992, no artigo SOBRE A COBRANÇA Smale. Valor: $55000.

24 junho 2011

Canário Negro...:

Canário Negro é um personagem fictício da empresa de quadrinhos (banda desenhada, em Portugal) norte-americana DC Comics. A personagem criada por Robert Kanigher e Carmine Infantino, estreou em Flash Comics #86 (agosto de 1947). A combinação do sex appeal acentuado pela sua marca registrada, as meias arrastão, com a sua coragem e sua ótima técnica de luta a tornaram uma das personagens femininas mais conhecidas da editora.
Canário Negro era uma personagem que, originalmente, interagia com Johnny Trovoada, vindo a substituí-lo, inclusive, nas histórias da publicação. Inicialmente, ela aparentava ser uma vilã. Johnny ficou apaixonado por ela imediatamente e, por isso, foi repreendido por seu parceiro, o Relâmpago. Em sua identidade secreta, Dinah Drake era uma florista de cabelos pretos cujo interesse romântico atendia pelo nome Larry Lance. Quando uniformizada, Dinah cobria seu cabelo com uma peruca loira, mas seu traço principal sempre foi as meias arrastão, botas de pirata, um colante preto, no melhor estilo maiô e sua jaqueta, a qual nunca era abotoada. Ela também já usou uma máscara, mas a abandonou em seguida.
Na edição 50 da revista Secret Origins, foi revelado que Dinah tinha sido treinada por seu pai, o detetive Richard Drake e que ela pretendia seguir seus passos trabalhando no departamento de polícia de Gotham. Mas, pouco tempo depois, seu pai morreu devido a uma complicação cardíaca e, para honrar a memória de seu pai, Dinah decidiu combater o crime como uma vigilante uniformizada.
Durante suas aventuras, Canário Negro freqüentemente se infiltrava em gangues para atacá-los de dentro e, graças a essa habilidade, ela acabou conhecendo Johnny Trovoada. Depois de conhecer Johnny, Dinah logo entrou para a Sociedade da Justiça. Mas, infelizmente, a personagem deixou de aparecer em publicações, assim como o resto dos seus companheiros de equipe, no início dos anos 50.
Canário Negro foi “ressucitada”, assim como seus companheiros da Era de Ouro, durante os anos 60. Ela e todos os outros personagens de Era de Ouro passaram a viver em uma outra Terra que, mesmo ocupando o mesmo lugar no espaço, tinha seu plano de existência próprio, sendo a diferença de vibração de cada plano o fator que permitia a existências de “várias Terras” no mesmo planeta. Nesse período também foi revelado que Dinah tinha se casado com Larry Lance em algum momento durante os anos 50. Além disso, Dinah teve várias participações nas edições anuais da Sociedade da Justiça e da Liga da Justiça da Terra ativa.
Larry Lance morreu ao tentar salvar a vida de Dinah durante um ataque da estrela consciente Aquarius, no anual SJA/LJA de 1969. Por isso, Dinah decide abandonar a Terra paralela e se mudar para a Terra ativa, para recomeçar sua vida. Na Terra ativa, Dinah acaba ingressando na LJA, o que resultou no começo de seu envolvimento com Arqueiro Verde. Outra novidade em sua ida para a Terra ativa foi a descoberta do seu grito supersônico que foi batizado como “Grito do Canário”.
Canário Negro era, na verdade, a filha da Canário Negro original. Em algum momento durante os anos 50, Dinah Drake e seu marido Larry Lance tiveram uma filha. A criança desenvolveu o famoso Grito do Canário (que foi dado a ela por um inimigo da SJA, chamado Mago) o qual mostrou-se incontrolável e altamente destruidor. Diante desse problema, Dinah pediu para seu velho amigo Johnny Trovoada invocar seu gênio e desejar que ele a curasse, mas isso não foi possível. Por isso, na esperança de descobrir uma cura para a menina, Relâmpago a manteve em animação suspensa (que não a impediu de continuar crescendo) em seu lugar de origem, a Quinta Dimensão. Vendo o sofrimento de seus amigos, Relâmpago decidiu que o melhor a fazer seria apagar o acontecido da memória dos três, fazendo com que os pais da criança achassem que ela tinha morrido de alguma maneira. Depois da batalha com Aquarius, Dinah descobriu que estava morrendo devido a grande exposição à radiação que ela sofreu durante sua batalha com o inimigo em forma de estrela. Por isso, ela, Relâmpago e o Superman da Terra ativa conversaram muito sobre o assunto, buscando uma solução. Os três providenciaram uma transferência das memórias de Dinah para o corpo de sua, filha que, mesmo sendo mantida em animação suspensa, já tinha atingido o estágio adulto de crescimento.

Na continuidade Pós-Crise, Dinah I casou-se com Larry Lance. Poucos anos depois, eles tiveram uma filha, chamada Dinah Laurel Lance. A garota cresceu rodeada pelos amigos ex-SJA de sua mãe e, para ela, eles eram seus tios e tias. Conforme Dinah foi crescendo, ela sentiu uma vontade muito grande de tornar-se uma heroína uniformizada, assim como sua mãe, “tios” e “tias” tinham sido no passado. Ao invés de encorajar Dinah, sua mãe tentava desencorajá-la, afirmando que o mundo tinha se tornado mais sombrio e muito mais perigoso do que era na época em que ela combatia o crime. Dinah, entretanto, nasceu com algo que a mãe dela nunca teve: um poderoso grito sônico, capaz de estilhaçar objetos. Mais tarde, descobriu-se que esse poder era oriundo do meta-gene que Dinah possuía. Especulava-se que esse meta-gene poderia seria resultante de toda a exposição a energias místicas que a mãe de Dinah esteve exposta em todos os seus anos na SJA.
A partir daí, a jovem Dinah passou a procurar por diversos lutadores que pudessem treiná-la, incluindo um de seus “tios”, Ted Grant, mais conhecido como Pantera. Os anos da treinamento e intensa dedicação foram recompensados quando Dinah assumiu o manto de heroina e se tornou a segunda Canário Negro, mesmo contra a vontade de sua mãe, a princípio. Logo depois que começou a atuar, Dinah batizou seu grito como “Grito do Canário”. A nova Canário Negro teve um papel importante na Era de Prata dos heróis, atuando, assim como sua mãe, em Gotham City.
Em uma das primeiras edições de Aves de Rapina, o escritor Chuck Dixon estabaleceu que Dinah casou-se muito nova, vindo a se divorciar logo depois. Algumas edições depois, seu marido vai até ela pedindo ajuda. Tal casamento e ex-marido nunca mais foram citados, provavelmente, caindo em retcon.
A segunda Canário Negro também foi membro fundador da Liga da Justiça Pós-Crise (substituindo a Mulher Maravilha em suas aparições na Era de Prata). Pouco tempo depois que a Liga foi criada, ela conheceu o Arqueiro Verde I, e apesar da grande diferença de idade, eles tiveram um relacionamento, em pouco tempo. Ela fez parte da Liga da Justiça por seis anos, antes do grupo ser dissolvido. Isso aconteceu na época em que a mãe de Dinah morreu devido a um envenenamento pela radiação a qual ela foi exposta, anos antes, na luta contra Aquarius. Esse acontecimento afetou Dinah profundamente e a levou a crer que seu tempo na LJA havia acabado.
Ela e o Arqueiro Verde mudaram-se para Seatlle depois do fim da LJA. Durante esse período, Canário Negro falhou em uma operação para terminar com um círculo de tráfico. Seqüestrada, Canário foi torturada antes que seu companheiro a resgatasse. Essa experiência deixou Dinah traumatizada física e mentalmente. Além de perder temporariamente sua capacidade de usar o Grito, Dinah também perdeu sua capacidade de ter filhos. Apesar disso, ela perseverou e mesmo sem o seu grito, continuou combatendo o crime, enquanto cuidava de uma floricultura. Por fim, ela e Oliver Queen se separaram devido a uma traição por parte de Oliver. Após a volta à vida de Oliver, no primeiro arco da sua nova revista, escrito por Kevin Smith, ele tentou reatar o namoro com Dinah, mas ela não conseguiu perdoá-lo e permaneceu sozinha.
Durante muito após ter deixado Oliver, Canário sentiu falta de um verdadeiro objetivo. Isso fez com que Dinah viesse a ser convocada por Oráculo para tornar-se parte de uma série de operações lideradas por ela. Dinah aceitou o convite com grande satisfação, apesar de haver alguns desentendimentos entre as duas, durante as primeiras missões. Em uma dessas missões, Dinah foi seriamente ferida e, por isso, foi banhada em um Poço de Lázaro, o qual reativou seu poder meta-humano e, além disso, lhe devolveu a capacidade de ter filhos, perdida anos antes.
Por um curto período de tempo, Canário fez parte da nova encarnação da SJA. De fato, ela é uma das poucas heroínas no Universo DC a ter participado das duas maiores super-equipes do planeta Terra, a LJA e a SJA.
Trabalhando com Oráculo, ela deu origem a um grupo de super-heroínas chamado Aves de Rapina, onde atua em parceria com mais duas heroínas: Caçadora e Lady Falcão Negro.
Por terem tido o mesmo sensei, Canário Negro criou uma espécie de amizade com Lady Shiva. Shiva, impressionada com as formidáveis habilidades marciais de Dinah, lhe ofereceu uma oportunidade de treiná-la. Por pensar que isso comprometeria sua moral, Dinah negou o convite, mas manteve contato com Shiva, por correspondência. Método através do qual Shiva dava conselhos para ajudar Canário a desenvolver suas habilidades.







Tirinha "Perdeu Playboy"...:

22 junho 2011

Dilma x Guido...:

Dionísio...:

Dioniso, Diónisos ou Dionísio (do grego Διώνυσος ou Διόνυσος) era o deus grego equivalente ao deus romano Baco, dos ciclos vitais, das festas, do vinho, da insânia, mas, sobretudo, da intoxicação que funde o bebedor com a deidade. Filho de Zeus e da princesa Semele, foi o único deus olimpiano filho de uma mortal, o que faz dele uma divindade grega atípica.
Dioniso tornou-se Baco, que se transforma em leão para lutar e devorar os gigantes que escalavam o céu e depois foi considerado por Zeus como o mais poderoso dos deuses.
É geralmente representado sob a forma de um jovem imberbe, risonho e festivo, de longa cabeleira loira e flutuante, tendo, em uma das mãos, um cacho de uvas ou uma taça, e, na outra, um tirso (um dardo) enfeitado de folhagens e fitas. Tem o corpo coberto com um manto de pele de leão ou de leopardo, traz na cabeça uma coroa de pâmpanos, e dirige um carro tirado por leões.
Dioniso é normalmente mostrado na companhia de outros que estão a disfrutar do fruto da videira. Uma figura incontornável é a de Sileno, seu professor, companheiro fiel e notório consumidor de vinho, que lhe ensinou a cultura da vinha, a poda dos galhos e o fabrico do vinho e a quem é atribuído o papel de tutor do jovem deus nos hinos órficos. Para além de Sileno, sátiros, centauros e ninfas bebem o vinho, tocam flautas, tomam parte em danças e perseguições amorosas. Os retratos de Dioniso podem também incluir as Ménades, mulheres humanas levadas à loucura pelo deus do vinho que vagueavam à noite pelos montes e participavam em actividades ritualistas, tais como amamentarem crias de animais selvagens e ingerirem vinho, mel e leite. Estas mulheres mitológicas mostram-se intoxicadas e violentas, como na ocasião em que despedaçam Penteu, rei de Tebas.

21 junho 2011

Hiper Preços...:

O site é um buscados de preços online voltado exclusivamente para o mercado de games. Basta você digitar o que que está procurando e pronto: o site faz um levantamento em mais de dez lojas diferentes, e aponta em qual delas você vai achar o que procura por um preço mais em conta.
 No Hiper Preços você não vai ter este problema, pois ele é voltado especificamente para games e consoles, logo, sua busca sempre vai mostrar o que você procura.

Dica do Arkade

Natureza e condição metafóricas...:

Como é o caso de vários outros X-Men, o poder de Ciclope o coloca em determinadas condições metafóricas, reflexivos de sua personalidade e relacionados ao tema total dos X-Men de "desajustados", explorados através do sentimento de isolamento dos mutantes discriminados.
Desde muito cedo, Ciclope se sente ameaçado por uma habilidade com potencial enormemente destrutivo que deve manter sempre sob controle, para não ferir aqueles que o cercam. Isto o separa do resto da equipe e o faz acreditar ser impossível para qualquer um e especificamente, no começo da série, para Jean se sentir atraída por ele, tal é o estigma de sua mutação.
Também, o fato de que seu poder afetar seus olhos, forçando-o a estar sempre usando um visor especial, contribui em seu sentimento de isolamento, pois ele é incapaz de estabelecer um contato visual com qualquer um. Na verdade, com Jean Grey foi seu primeiro contato visual em mais de uma década, graças ao elo mental compartilhado entre os dois, e através de encontros no Plano Astral. O desenvolvimento descontrolado dos poderes de Jean como Fênix define um dos pontos mais importantes em seu relacionamento.
A condição resultante de Ciclope, como um mutante e uma pessoa, é consequentemente um reflexo do peso da condição de desajustado, na medida em que é deixado de lado por todos aqueles que cruzam seu caminho.
Um fato interessante é que a aparência dos Novos X-Men, com limitações físicas mais sérias, tais como Noturno com aparência estranha e a intocável Vampira, fez seu estado e especificamente sua necessidade de uma vida normal, comparativamente quase banal: em X-Men: Evolution seu visor o faz bastante popular, pois seus colegas de classe (especialmente as meninas) acham que os óculos o fazem parecer "descolado" e dão um certo "estilo" ao personagem.
Assim como muitos outros personagens do universo-x, há uma grande aceitação e identificação com os jovens que acompanham as histórias, já que estes estão passando por mudanças corporais, psiquicas entre outras. É um momento de se aceitar para uns e de contestamento para outros. E como na vida, só mais tarde, com a nossa socialização no meio em que vivemos, percebemos que nossos problemas não possuem tal dimensão o quanto pensavamos. Sair de nosso casulo de transformação nos torna melhores, pois só assim vemos o mundo como ele é.


20 junho 2011

Novo álbum Red Hot...?

O Red Hot Chili Peppers divulgou dias atrás o título de seu décimo álbum de estúdio, I'm With You. Agora, foi revelada a lista de faixas. Confira abaixo os títulos das 14 músicas do novo disco.
01. "Monarchy Of Roses"
02. "Factory Of Faith"
03. "Brendan’s Death Song"
04. "Ethiopia"
05. "Annie Wants A Baby"
06. "Look Around"
07. "The Adventures Of Rain Dance Maggie"
08. "Did I Let You Know"
09. "Goodbye Hooray"
10. "Happiness Loves Company"
11. "Police Station"
12. "Even You Brutus?"
13. "Meet Me At The Corner"
14. "Dance, Dance, Dance"
I'm With You será lançado em 30 de agosto. O primeiro single, "The Adventures Of Raindance Maggie", sai em 18 de julho.

Patu Fu...:

Pato Fu é uma banda brasileira de rock alternativo formada em 1992 da banda Sustados por 1 Gesto, na cidade de Belo Horizonte. Ao lado de bandas como Radiohead, U2 e Portishead, foi considerada pela revista Time uma das dez melhores bandas do mundo fora dos Estados Unidos. Composta atualmente por Fernanda Takai, John Ulhoa, Ricardo Koctus, Xande Tamietti e Lulu Camargo, a banda possui um som que vai do rock alternativo à música experimental, incluindo influências eletrônicas em certas faixas. Entre as músicas que a banda gravou mais famosas estão "Sobre O Tempo", "Antes Que Seja Tarde", "Depois", "Perdendo Dentes", "Made in Japan" e "Ando Meio Desligado" (regravação d'Os Mutantes).
O Pato Fu teve início em 1992, quando Fernanda Takai, até então vocalista da banda Fernanda & 3 Do Povo decidiu formar uma banda com dois amigos de uma loja de guitarras onde ela costumava comprar encordoamentos. Os amigos eram John Ulhoa e Ricardo Koctus, da banda Sustados por 1 Gesto e Sexo Explícito. Decidiram se chamar Pato Fu em alusão a uma tira em que o gato Garfield lutava gato-fu. Para não lembrar tanto a história original, trocaram a primeira letra, e ficaram com um nome tão estranho quanto o som que fariam mais tarde. Em outubro de 1992, gravaram sua primeira fita demo, e, no final do ano, começaram a se apresentar em Belo Horizonte. Já no começo de 1993, participaram do show "Rock Brasil", ao lado de bandas como Skank, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho e Titãs.
Em maio de 1993, o Pato Fu terminou de gravar o seu primeiro álbum — Rotomusic de Liquidificapum — no estúdio Ferreti, localizado em Belo Horizonte, atual estúdio Máquina do Haroldo Ferreti (baterista do Skank). Embora o disco não tenha obtido o sucesso esperado, acabou atraindo a BMG, em 1994, durante uma apresentação no Rio de Janeiro. Em meio a outras bandas sem sucesso, o Pato Fu foi escolhido por Maurício Valadares (coordenador do selo Plug da BMG) para assinar um contrato com a gravadora. Algum tempo depois, em 1995, gravaram o segundo CD — Gol de Quem? — em um mês, no estúdio Cia. de Técnicos, também no Rio. Músicas como "Sobre o Tempo" e "Qualquer Bobagem" garantiram o prêmio de revelação no 1º Video Music Awards da MTV Brasil. Pela primeira vez, o Pato Fu tocou nos Estados Unidos e aproveitou para trocar a sua bateria eletrônica por um músico de verdade: Xande Tamietti.
Lançaram o álbum Tem Mas Acabou em 1996. Neste disco se destacaram as faixas: "Pinga", "Capetão" e "Água". Neste ano a banda já flertava a ideia de gravar um disco somente com instrumentos de brinquedo, mas tal projeto só foi ser realizado anos mais tarde.
O álbum Televisão de Cachorro foi lançado em 1998 e a banda ficou muito conhecida com a música e o clipe da faixa "Antes Que Seja Tarde".
No ano seguinte, 1999 chegou as lojas o álbum Isopor que foi considerado um dos 10 melhores discos de rock nacional da história. A música que abre o disco, "Made In Japan", é cantada em japonês por Fernanda que, na época, teve aulas particulares. A música também fez muito sucesso no Japão, assim como o clipe.
Ruído Rosa, o sexto disco da banda foi lançado em 2001. A faixa fantasmagórica "Eu" foi grande sucesso nas rádios e o clipe ganhou prêmios como o VMB daquele ano. A regravação de "Ando Meio Desligado" foi tema da novela Um Anjo Caiu Do Céu.
No mesmo ano, a banda se apresentou para cerca de 250 mil pessoas, abrindo o show de Oasis, Ira!, Ultraje e Guns N' Roses no Rock in Rio III. No ano seguinte, a banda lança o CD e DVD MTV Ao Vivo, show realizado no Museu de Arte da Pampulha em comemoração aos dez anos da banda. Neste show a banda já conta com o tecladista e pianista Lulu Camargo como músico convidado. O ex-integrante da Karnak logo viria a se tornar o mais novo Pato Fu.
Durante os três anos que se seguiram, os agora cinco integrantes dedicam-se a tarefas pessoais: Fernanda e John tornam-se pais e este ainda trabalha na produção do primeiro álbum da Wonkavision; Tamietti aprofunda-se na black music; Koctus dedica-se à fotografia e à Let's Presley e; Lulu Camargo inicia seu projeto na nova banda.
2005 é o ano de lançamento de Toda Cura Para Todo Mal, que inaugura o selo independente da banda: o Rotomusic. O videoclipe da música "Anormal" venceu no VMB na categoria de melhor direção de arte.
No ano de 2007, lançaram o álbum Daqui pro Futuro que, antes mesmo de ser lançado nas lojas, já era vendido via internet. O álbum rendeu à banda o título de "Melhor de 2007" pela revista Quem.
Em Junho de 2008, o Pato Fu anunciou a saída do tecladista Lulu Camargo. Cerca de oito anos depois de seu ingresso na banda, Lulu resolveu se dedicar a desenvolver projetos pessoais. Em seu lugar entrou Dudu Tsuda, que também se apresenta com a vocalista Fernanda Takai em seus shows solo da turnê Onde Brilhem os Olhos Seus.
Em janeiro de 2009, Lulu Camargo retorna à banda após 6 meses afastado, e Dudu Tsuda deixa a banda para se dedicar aos seus vários projetos pessoais. Fernanda lança seu segundo disco solo em 2009. Intitulado de Luz Negra, o disco ao vivo ganhou prêmios de melhor show e melhor DVD.
Já em agosto de 2010, a banda lança seu álbum mais ousado: o Música de Brinquedo. Como o próprio nome já revela, o disco foi gravado usando somente instrumentos de brinquedo e miniaturas. A filha de Fernanda e John, Nina Takai, empresta sua voz em algumas faixas do disco que, apesar de não ser propriamente para crianças, brinca bastante com a sonoridade infantil. É composto por 12 regravações de músicas famosas nacionais e internacionais e ganhou grande receptividade do público.

Discografia: 
  • Rotomusic de Liquidificapum (1993)
  • Gol de Quem? (1994)
  • Tem Mas Acabou (1996)
  • Televisão de Cachorro (1998)
  • Isopor (1999)
  • Ruído Rosa (2001)
  • Toda Cura Para Todo Mal (2005)
  • Daqui Pro Futuro (2007)
  • Música de Brinquedo (2010)    


Gibicon 2011...:

Evento de histórias em quadrinhos que acontecerá em Curitiba dias 15, 16 e 17 de julho.
A programação é intensa e inicia as celebrações dos 30 anos da Gibiteca de Curitiba – a primeira do país. Conheça abaixo os convidados, as exposições e a programação pra ver o que vai acontecer na Gibicon de 2011.
Os eventos acontecerão em diversos locais da capital paranaense. As atividades são gratuitas. Para se inscrever é preciso doar um exemplar em bom estado de uma revista ou livro de história em quadrinhos. As inscrições devem ser feitas pessoalmente na Gibiteca de Curitiba (Solar do Barão, Rua Carlos Cavalcanti 533- Centro). Informações no fone (41) 3321-3250 e no site gibicon.com.br.
Mais informações sobre a programação do evento em Omelete.


19 junho 2011

X-men e a filosofia...:

Uma ótima leitura filosófica do Universo-X baseada em textos e pensamentos de grandiosos pensadores. Revela pontos de vistas interessantes, que nós leitores de HQs, às vezes não nos atentamos a observar. Desenvolve e nos instiga mais ainda a aprofundar no Tema X, no seu social e na forma de reagir ao fatos do nosso cotidiano que, por vezes, só percebemos nos X-men.
Para quem curte e aceita a mutação seguida de um bom texto de filosofia!!!






Título: X-Men e a Filosofia - Visão Surpreendente e Argumento Fabuloso
Autor(es) :   | William Irwin | J. Jeremy Wisnewski | Rebecca Housel |
Categoria(s) :   | Cinema | Filosofia POP |
Editora: Madras Editora

Final Fantasy...:

Final Fantasy foi lançado originalmente para Famicom (conhecido como NES ou Nintendo-8 bits no ocidente) pela Square Co., Ltd. O primeiro jogo da série teve um time de desenvolvimento pequeno - o que era normal para a época - mas que se revelariam talentosos. Hironobu Sakaguchi foi o cabeça do projeto, que se inspirou em outros RPGs que fizeram sucesso na época, como Dragon Quest. A idéia deu tão certo que o jogo se transformou na série que perdura até os tempos atuais.
Apesar do nome Final Fantasy ser atribuído ao fato de ter sido uma última cartada da Square, que estava à beira da falência, o nome "Final" no começo não fora bem aceito pelos desenvolvedores. Um dos nomes cogitados seria Fighting Fantasy, mas por motivos de patente tiveram que optar por outra escolha. Mas o jogo deixou claro que de "Final" não tinha nada. Final Fantasy fez sucesso não só no Japão quanto nos Estados Unidos, que normalmente não se veem acostumados com RPGs orientais.

História:

O primeiro jogo da série apesar de ter uma história simples para nós hoje, na época foi uma evolução nos enredos de games, em uma época onde Mario Bros. era o sucesso do momento. O jogo tem como foco principal o surgimento dos quatro Light Warriors (Guerreiros da Luz) com o objetivo de restaurar os quatro cristais que garantem a estabilidade do planeta, como fora profetizado por Lukahn: "Quando escuridão velar o mundo, quatro Guerreiros da Luz devem vir. Se eles não conseguirem reunir os pedaços da luz, a escuridão irá consumir tudo. Os quatro Cristais nunca irão brilhar de novo...".
Os quatro protagonistas não possuem nenhuma personalidade podendo dar nomes livremente a eles. Chegando no reino de Cornelia, o rei pede para que salvem sua filha - a princesa Sarah - das mãos de Garland. No local do sequestro derrotam o espadachim traidor, que é salvo e enviado há 2000 anos atrás pelos quatro demônios que o corromperam. Ao chegar no passado, Garland manda os demônios ao futuro para causar o caos, criando um loop no tempo sem fim, garantindo a existência de Garland e as quatro bestas eternamente.
Tiamat é enviado há 400 anos antes do tempo atual da história, e quase extingue a civilização de Lufenia, se apoderando do Flying Fortress e do cristal do vento. Kraken chega 200 anos depois e afunda o templo de Onrac, possuindo o cristal da água. Lich e Kary (Marilith nos remakes) chegam anos mais tarde. Lich controla o cristal da terra, enquanto Kary toma o cristal do fogo para si. Assim o mundo entra em caos, os ventos morrem, os mares ficam enfurecidos, o solo apodrece, entre muitas outras catástrofes.
Sábios dizem que 4 guerreiros da luz devem vir ao mundo para salvá-lo, restaurando luz aos cristais. 5 guerreiros de Lufenia são transformados em morcegos. Astos, rei dos elfos negros, rouba o olho de cristal de Matoya (deixando-a cega então) e deixa o príncipe dos elfos doente. Ele só precisa da coroa, que ficou no pântano, para tornar-se o rei de todos os elfos. Um vampiro ataca Melmond. Princesa Sarah é raptada pelo cavaleiro Garland, que por alguma razão ficou maligno. Ele vai para Chaos Shrine.  
Os Guerreiros da luz surgem, cada um carregando um cristal. Eles resgatam a princesa Sarah. Antes de morrer, Garland é enviado 2000 anos no passado. Como agradecimento por salvarem a filha, o rei de Cornelia constrói uma ponte para permitir que eles continuem sua missão. Em Pravoka eles derrotam os piratas de Bikke. Então ele dá aos guerreiros seu barco, e promete nunca mais entrar em confusão. Recuperam a coroa no pântano, enganados por Astos que usava um disfarce. Após receber a coroa, ele mostra sua verdadeira forma como rei dos elfos negros. Os guerreiros derrotam-o, pegando o olho de cristal de Matoya. Entregam o olho de cristal para a bruxa Matoya, que voltando a ver entrega uma poção aos guerreiros. A poção é capaz de acordar o príncipe elfo. Quando acordado, o príncipe elfo entrega a eles uma chave que podem usar para abrir uma sala no castelo de Cornelia, contendo um explosivo. Entregam esse explosivo para um anão que então constrói um canal dando acesso ao mar aberto. Chegando em Melmond eles se dirigem para Cavern of Earth e derrotam um vampiro, ganhando então um rubi. Eles levam o rubi até outra caverna onde vive um gigante. Entregando o rubi ao gigante, este permite que passem. O caminho leva a um sábio que lhes mostra como descer mais na Cavern of Earth, chegando até o cristal da terra. Lá eles derrotam Lich, o demônio que apoderou-se do cristal. 
Em Crescent Lake eles conseguem uma canoa, e usando-a podem chegar ao vulcão Gulg. Em suas profundezas derrotam Marilith, demônio do fogo, e restauram o cristal do fogo. Em uma caverna de gelo conseguem Levistone, e com ela conseguem adquirir uma antiga airship enterrada no deserto. Com agora acesso aos continentes nortes, compram uma garrafa de um mercador em uma caravana no deserto. Em Gaia uma fada escapa da garrafa, então lhes dá Oxyale. Com Oxyale os guerreiros podem respirar embaixo d´água, eles então mergulham no templo afundado de Onrac. Nesse templo encontram e restauram o cristal da água, assim como derrotam Kraken. No templo afundado também se consegue a pedra Rosetta numa área onde vivem sereias. Com a pedra Rosetta, o escolar Unne que vive em Melmond pode ensinar os guerreiros da luz a falar a língua dos Lufenianos. Numa caverna atrás de uma cachoeira conseguem adquirir um cubo, entregue por um robô que aparentemente caiu do céu. Há uma cidade com os últimos sobreviventes da civilização de Lufenia e lá eles agora podem ganhar um item que dá acesso a Mirage Tower, já que falam a língua deles. Com acesso à Mirage Tower, eles sobem nela e chegam na Flying Fortress. Lá lutam contra Tiamat e restauram o cristal do vento. Voltando ao Chaos Shrine eles viajam 2000 anos no passado e derrotam Garland que torna-se Chaos. O loop de tempo é destruído e o mundo é salvo.



18 junho 2011

Alfabeto estranho...:

Clique na imagem para aumentar...

Capitão América...:

É o alter ego de Steve Rogers, um personagem de HQ (história em quadrinhos) da Marvel Comics. Foi criado por Joe Simon e Jack Kirby, apareceu pela primeira vez em Captain America Comics #1 (Março de 1941). O Capitão América foi o maior de uma onda de super-heróis surgidos sob a bandeira do patriotismo estadunidense, que foram apresentados ao mundo pelas companhias de histórias em quadrinhos, durante os anos da Segunda Guerra Mundial. Ao lado de seu parceiro Bucky, o Capitão América enfrentou as hordas nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, mas o herói caiu na obscuridade após o fim dos conflitos.

Origem:

A história do Capitão América se baseia em um fraco e esquelético rapaz, que deseja de qualquer forma participar dos esforços estadunidenses para vencer a guerra. Ao ter seu alistamento recusado por sua saúde debilitada, ele deixa claro estar disposto a fazer qualquer coisa para ajudar na guerra. Esse "qualquer coisa" é tão literal que ele se torna parte de um experimento para a criação de soldados superiores em tudo: o "projeto supersoldado", que consistia em um soro especial e a radiação de raios gerando um crescimento físico geral, tornando um ser debilitado como Steve Rogers em um superatleta musculoso, forte, veloz e ágil. Contudo, como na equipe do projeto havia um agente duplo a serviço de Hitler, o cientista que criou o "soro do supersoldado" é morto por esse agente. Como não havia registro escrito da fórmula, essa se perdeu junto com a vida do cientista e Steve Rogers acaba se tornando o único daquilo que deveria ser um exército de supersoldados.
Em 1964, a Marvel reviveu o Capitão América ao revelar que ele tinha caído de um avião experimental no Atlântico Norte nos últimos dias da guerra e que passou as últimas décadas congelado, num estado de morte aparente ("suspended animation"). O herói ressurgiu com uma nova geração de leitores como o líder de um grupo de super-heróis conhecido como os Vingadores e em novas histórias sólo.
Suas primeiras histórias solo foram lançadas na revista Tales of Suspense, dividindo as páginas com aventuras do Homem de Ferro. Nelas, a dupla Lee/Kirby procuraram justificar um super-herói sem poderes, apresentando o Capitão como "o maior lutador do mundo", enfrentando vilões representantes de modalidades de lutas como o Sumô ou o francês Savate (Batroc). Mas seus inimigos frequentes eram os nazistas e os neo nazistas, como o Caveira Vermelha e a H.I.D.R.A. Também havia aventuras em que ele se ligou a agência de espiões S.H.I.E.L.D, que enfrentava inimigos tecnológicos como Modok e a I.M.A. Nos anos 1970 enfrentou o Império Secreto, uma organização racista inspirada na Ku Klux Klan, num arco de história em que os X-Men e vários mutantes foram caçados e capturados pelos criminosos. Também nessa época iniciou sua parceria com o super-herói negro Falcão. Mais tarde enfrentaria a Força Nacional, outra organização racista e ultraconservadora. Nesse confronto seria dado como morta sua namorada e agente secreta Sharon Carter (Agente 13).
Apesar da reformulação dos anos 1960, foram feitas novas aventuras ambientadas na época da II Guerra, quando seu parceiro era o garoto James Buchanan Barnes, vulgo Bucky. Ambos e mais Namor e outros heróis menos conhecidos dos anos 1940 formaram o super-grupo Os Invasores.
 A única arma do Capitão América é seu escudo, usado para defesa e também ataque, quando então funciona como um bumerangue. Feito de uma liga de dois metais que só existem no universo de quadrinhos da Marvel Comics, misturando o Adamantium, um metal muito mais duro que o diamante e superior ao titânio em resistência, e o Vibranium, que é capaz de absorver qualquer forma de energia, vibração ou impacto. Assim o escudo do Capitão América é indestrutivel e absorve o impacto e a força de tudo que lhe atinge. Como seu criador jamais conseguiu repetir a liga, tornou-se também único, usado como a única arma do paladino da justiça.












 -Wikipedia-

Pouco mais que as outras...: